quinta-feira, julho 25, 2024
More

    DESTAQUES

    INCOMPETÊNCIA E MEDO

    Dirigentes querem correr menos riscos de terem seus clubes rebaixados e a reputação do seu time. Há inúmeros presidentes de clubes preocupados com o rebaixamento na competição. Ainda mais depois que as SAFs, Sociedades Anônimas do Futebol, capacitaram clubes como Vasco, Bahia, Botafogo e Cruzeiro a gastarem milhões em reforços dos seus times. Assim como Cuiabá e Red Bull Bragantino já são.

    A questão é que diminuindo o número de times que podem ser rebaixados, muitos ficaram de fora e se salvam da lista. Embora não seja um grande número, ou seja, de quatro times rebaixados, apenas três seria a quantidade ideal para times que se não conquistassem um bom desempenho, seriam rebaixados para a outra série.

    Se ao menos vinte clubes votarem a favor mais a pressão da CBF, esse tipo de regra já seria implantado nesse ano de campeonatos. A série B também seria afetada, subindo apenas três clubes. Só quatro equipes da série A nunca foram rebaixadas. Santos, São Paulo, Flamengo e Cuiabá. Além dessa mudança, será discutido, e muito provavelmente aprovado, o aumento do número de jogadores estrangeiros de cada equipe, passando de cinco para sete.

    Medo de causar rebaixamento fez mecenas retirar ações contra o Cruzeiro -  17/09/2019 - UOL Esporte

    O presidente do São Paulo é um dos percursores dessa implementação. Ele defende a mudança que afetará todo o futebol nacional. Essas alterações dependem da aprovação do presidente Ednaldo Rodrigues. A pressão será enorme e provavelmente a vontade dos clubes será barrada. Tudo isso por medo do rebaixamento e lógico a perda de patrocínio.

     

    mais lidas

    LEIA MAIS